ago
13
2010

Vestibular de Inverno da UEM 2010 – Prova de Redação


A prova de redação do último vestibular da UEM – Universidade Estadual de Maringá (julho 2010) pegou muita gente de surpresa. Não é nenhuma novidade que os vestibulares da Uem exigem dos seus candidatos vários gêneros textuais diferentes, e, quem não se prepara adequadamente sofre as consequências. A maiorias dos candidatos ao Vestibular não dá muita importância à redação, no entanto, esta, para a grande parte dos vestibulares e concursos, é a única questão discursiva da prova.

Conversando com alguns alunos que prestaram o vestibular da UEM, percebi que a média das notas da redação foi baixa. Neste vestibular de inverno, foram solicitados dois gêneros textuais: uma notícia e uma resposta interpretativa, tendo alguns textos como apoio. O tema referiu-se ao lixo nos centros urbanos.

Uma resposta interpretativa, exige do aluno sua visão dos fatos abordados pelos textos de apoio, e, provavelmente, promovendo sugestões sobre a matéria em si. A notícia, pelo que minha experiência diz, derrubou muitos alunos. Em primeiro lugar porque não estão acostumados a escrever este tipo de gênero, e em segundo, a própria estrutura do gênero, que deve ser conhecida pelo aluno. No caso da notícia, são requisitos obrigatórios o título e uma lide. Pois é! Quem sabe o que é lide?

Aguardo ansioso os comentários dos visitantes.

Grande Abraço,

Professor Edmundo Santana

Artigos relacionados

Sobre o autor: Edmundo Santana

Diretor Geral da Canadian Corporate Coaching Group Brasil. Sócio Diretor da Advance Consultoria e Treinamentos. Consultor e Instrutor em Desenvolvimento de Pessoas. Consultor e Instrutor do Sebrae/PR. Professor de Técnicas de Redação. Fundador do Blog Professor Edmundo Santana. Autor do Livro Fazendo a Diferença - Aprenda Fácil Editora

39 Comments+ Add Comment

  • Professor, preciso de umas dicas sobre resposta interpretativa (gênero solicitado no vestibular da UEM) e notícia.
    Obrigada

    • Olá Aparecida,
      Bem, o vestibular de inverno 2010 da UEM pegou muita gente de surpresa, tanto que a média das notas de redação foi muito baixa. O grande problema é que esses gêneros textuais não são comumente utilizados pelos estudantes, e pouco abordados pelos professores. Vou tentar explicar um pouco sobre estes dois gêneros:

      Resposta interpretativa: significa interpretar uma referência dada pela banca, onde o autor deverá reproduzir de forma sintética a ideia apresentada, com suas próprias palavras. Não cabe comentários, apenas a forma como você entendeu o que foi proposto. É importante levar em consideração, sempre, a proposta, ou seja, qual a intenção da banca. É reproduzir o conteúdo de um texto de maneira reduzida, parafraseando-o.

      Notícia:informa fatos de maneira mais objetiva e aponta as razões e efeitos. A notícia exige alguns elementos fundamentais:
      MANCHETE: Para chamar a atenção dos leitores, ele se inicia com uma frase bem objetiva, com os verbos no presente.
      LEAD: ou primeiro parágrafo: contém as informações básicas sobre o fato noticiado. Nele, os verbos no pretérito perfeito – de modo a indicar um fato que se concluiu, se o noticiado já ocorreu – ou verbos no futuro – se a notícia anuncia um fato que irá acontecer. O lead nunca se inicia pelo verbo; ele começa pela indicação do fato e pela descrição das circunstâncias mais importantes em que o fato ocorreu, isto é, o que ocorreu, como, quando e onde.
      O FATO: noticiado é, então, essencial na produção das notícias jornalísticas. Nelas, comunicam-se apenas fatos importantes, que podem interessar a muitas pessoas. Fatos corriqueiros, mesmo que sejam novidades, não servem para a constituição das notícias de jornal, pois não chamam a atenção de grandes grupos de leitores.

      Importante ressaltar que há uma diferença básica entre notícia e reportagem. Notícia, como já vimos acima. A Reportagem vai mais a fundo, faz investigações, tece comentários, levanta questões, discute, argumenta. A reportagem escrita é dividida em três partes: manchete, lead e corpo.

      Espero ter ajudado.
      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Concordo plenamente com as modificações feitas na prova de redação da UEM. No entanto, acho um exagero a cobrança de dez gêneros textuais; mas o que considero o maior erro é a falta de informações sobre os gêneros e como eles são avaliados. Só obtemos dados a partir de alguém que faz parte da banca corretora. Assim, acabo pensando que a UEM faz parte de um grupo seleto de profissionais que “esconde o ouro” para sobressair sobre os demais.

    • Olá Márcia. Sua insatisfação tem bastante fundamento. Existem gêneros exigidos na prova da UEM que não são de conhecimento da maioria dos alunos. Até os professores têm dificuldades em ensinar determinadas técnicas. Agora, depois de algum tempo, esses gêneros têm sido mais divulgados, pelo menos aqui na região. Entretanto, cabe ressaltar que esse conhecimento se faz para toda a sua vida, desde que você mantenha um ritmo de escrever com frequência. Por que estou falando isso? Dou aulas de redação porque adoro a matéria, mas, meu foco profissional é a Administração de Empresas. Dou treinamentos na área de desenvolvimento pessoal, e, sinceramente, encontrar alguém que escreva bem é uma dificuldade.
      Escrever bem, falar bem, se expressar de forma adequada é um grande diferencial no mercado de trabalho, vai por mim.
      Fique ligada no blog que estarei dando dicas para esses gêneros exigidos pela UEM.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • só mais uma pergunta amado professor, nâo irei te estorvar mais vc me disse que como eu ultrapassei o numero de linhas estabelecidos provavelmente eu irei perder pontos, mas este decrescimo de pontos e calculado sobre cada linha que eu escrevi a mais, ou é descontado uma pontuaçao especifica independente do numero de linhas ultrapassado, no meu caso eu ultrapassei oito linhas do permitido

    • OLá Everson. Não acredito que a perda de pontos seja em função do nº de linhas que ultrapassou. É apenas o fato de não ter cumprido as exigências da banca. Normalmente as bancas definem para cada parâmetro de avaliação, uma pontuação. Por exemplo:
      Até 30 pontos para coesão e coerência;
      Até 30 pontos para adequação à proposta(tema);
      Até 20 pontos para cumprimento das instruções;
      Até 20 pontos para adequação ao gênero textual.

      Este é apenas um exemplo de critério de correção. Portanto, você poderia peder, digamos, uns 10 ou 15 pontos por ter ultrapassado o nº de linhas.

      Ok??

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • obrigado por tudo grandioso mestre.

  • Caro Professor Edmundo Santana

    Meu nome é Giovanni, moro na cidade de Bauru/SP.
    Faço cursinho e vou prestar UNESP e UEM.
    Na UEM estou achando muita dificuldade em achar sobre os gêneros textuais que caem no vestibular.
    O senhor não teria uma lista completa com todos os gêneros?
    Já descobri dois que o senhor ensinou no post acima. Fiquei feliz em ter achado este blog. Estou vendo que vai ser de grande utilidade pra mim.

    Desde já, muito obrigado.
    Atenciosamente,

    Giovanni.

    • Olá Giovanni. Que bom que gostou do blog, fico feliz. Bem, sua pergunta é bastante pertinente, visto que a UEM propõe gêneros textuais pouco explorados pelas escolas. Como você disse, estou postando regularmente gêneros textuais que costumam cair nas provas da UEM, e até a prova, pretendo postar todos. Basicamente, segundo informações da própria universidade, os temas possíveis são:
      – Texto jornalístico;
      – Fábula;
      – Respostas: argumentativa e interpretativa;
      – Artigo de opinião;
      – Carta;
      – Notícia;
      – Reportagem;
      – Resumo;
      – Relato;
      – Texto instrucional

      Basicamente é isso. Fique ligado no blog, assine por e-mail e receberá todos os textos postados. Espero ter ajudado.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Professor Edmundo Santana

    Muito obrigado pelos gêneros. Me ajudou muito. Muito mesmo.
    Já virei um fã do senhor.
    Continue postando novidades que estarei sempre que puder por aqui.

    Forte abraço.

    Giovanni

    • Obrigado Giovanni. Será sempre bem vindo.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • ola
    Sou lucas moro em birigui (sp),e vou prestar uem gostaria de saber qual gênero textual que você acha que vai cair…seu ponto de vista!!!
    Obrigado…aguardo sua responta!!

    • Olá Lucas. Pergunta difícil não vale, né?? Se eu fosse especular a respeito do gênero que poderá cair no vestibular de inverno de 2011 da UEM, apostaria em fábula e artigo de opinião. São dois gêneros que ainda não caíram desde que a UEM mudou o formato da prova de redação.
      Veja, é apenas uma especulação baseada no que ainda não caiu. No entanto, avaliando o que já caiu em provas anteriores:
      Carta: 3
      Resumo: 3
      Resposta Interpretativa: 2
      Resposta Argumentativa: 1
      Texto Instrucional: 1
      Notícia: 1
      Relato: 1

      Portanto, veja como é difícil fazer alguma previsão. De qualquer forma, sugiro que estude todos os possíveis.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • como posso começar a fazer as resposta?

    • Olá Jonathan. Por favor, visite meu outro blog A Palavra Escrita. Lá tem um artigo sobre sua pergunta.
      Se ainda tiver dúvidas, fique à vontade e me escreva novamente.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • olá Professor;
    Gostaria de saber se na reportagem e na carta réplica é necessário data e local, antes ou depois dos textos é que não estou acostumada em escrever esse tipo de texto, mas é necessário ter conhecimento pra um bom texto na hora do vestibular.
    Obrigada.

    • Olá Danielle. Obrigado por visitar o blog. Bem, na carta, seja ela de que tipo for, sempre é necessário local e data, faz parte da estrutura. Falando de reportagem ou notícia, é um pouco mais complicado. Veja que estes gêneros estão sempre dentro de uma revista ou jornal, que, obrigatoriamente trazem data. Mas em se tratando de prova de vestibular, seu texto não estará atrelado a uma revista, por exemplo.
      A dica é simples: Faça a manchete, a lide e, antes de iniciar o texto use a seguinte estratégia:

      Curitiba, 04/07/2011(data da ocorrência do fato). Um acidente envolvendo um ônibus e um carro…

      Espero ter ajudado. Qualquer coisa estou à disposição.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • olá professor, tenho dúvida sobre texto istrucional e principalmente em reposta interpretativa…poderia me dar uma mãozinha,,
    obrigada.

  • pena q achei esse blog muito tarde vesti amanha mais agora vou sempre ficar ligado

    jean

  • Olá professor, a prova de redação da UEM foi hoje, e os gêneros solicitados foram Resumo e Resposta Interpretativa.
    O senhor poderia explicar cada um, principalmente a estrutura. Pra eu ver se acertei a proposta. Obrigado

    • Olá João Felipe. Bem, sobre resposta interpretativa:
      Neste tipo de texto o autor deverá, antes de mais nada, entender a essência da proposta. É comum a banca fornecer um ou mais textos de apoio. É sobre estes textos que o autor deverá basear sua resposta. Aqui, a interpretação do conteúdo é o fundamento, portanto, quando interpretamos procuramos reproduzir esse conteúdo associando-o ao contexto dado pelo enunciado.
      Observem que a proposta vem carregada de perguntas. Com base nelas crie seu roteiro da resposta. Vajamos algumas dicas:
      – escreva em 3ª pessoa;
      – dois ou três parágrafos;
      – sua resposta deve estar baseada nos textos de apoio;
      – não dê sua opinião;
      – não fuja do conteúdo apresentado nos textos de apoio;
      – utilize uma citação para fundamentar a resposta (com base nos textos de apoio).

      Resumo:
      A estrutura do resumo é a mesma de um texto como a dissertação. No entanto, a grande diferença é que no resumo não entram suas opiniões sobre o assunto tratado, mas, mantém-se as opiniões originais do(s) autor(es). O fundamental neste gênero é ressaltar quais os pontos mais relevantes e inseri-los no seu resumo, para que reflita exatamente a mensagem do autor. Lembre-se: a ideia é transmitir no menos nº de linhas todo o conteúdo de um texto.

      Espero que tenha se saído bem.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Olá Professor,também fiz o vestibular da UEM hoje, ontem na prova de redação fiquei em duvida se fiz a resposta interpretativa certo…no caso deste ultimo vestibular era necessario defender as opnioes do primeiro e segundo texto com fragmentos do tereceiro texto (uma musica de Vinicius de Morais), gostaria de saber qual a forma correta de expor esses fragmentos.Coloquei entre aspas, por exemplo, […] como descreve Vincius de Morais do trexo “Serei um velho sem mocidade, sem vida, sem sexo”

    É assim?
    Obrigada!!!

    • Olá Fernanda. Obrigado por visitar o blog. Bem, a ideia é exatamente essa. Destacar no texto de Vinícius de Moraes os fragmentos que comprovem sua “tese”, ou seja, o que você interpretou dos textos anteriores. Em respostas interpretativas, usa-se as citações de algum texto oferecido pela banca para confirmar sua resposta.
      É isso aí. Espero que tenha se saído bem, pois pelo que relatou respondeu de forma correta.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Ufaa…
    Obrigada Professor!
    estou anciosa…preciso de 70 pontos na redaçao pra passar…no resumo fui bem, estava apenas com essa duvida…mas se fiz certo entao a propabilidade de uma boa nota existe!!!
    Adorei o blog e sua atençao!

    • Olá Fernanda. Faço votos que consiga a pontuação necessária. Estamos torcendo por você.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Professor, gostaria de saber a diferença entre resposta interpretativa e resposta argumentativa? Com exeplicação através de exemplo, obrigada.

    • Olá Nubia. Na resposta interpretativa, o aluno deverá apenas responder com base no texto de apoio, não emitindo ou manifestando sua opinião. Usar passagens (citações) dos textos para referendar sua posição.

      Já, na resposta argumentativa, o aluno deverá emitir sua opinião. É um tipo de texto mais parecido com a dissertação. Não há necessidade de se prender ao texto de apoio, podendo basear sua resposta com seu conhecimento próprio.

      Em ambos os casos, não utilize 1ª pessoa. Os textos devem ser impessoais.

      Postarei em breve exemplos de vários gêneros. Peço, por favor, que fique atenta aos posts.

      Abraços,
      Professor Edmundo SAntana

  • Paaassei!!!
    Obrigada 😀

    • Olá Fernanda. Parabéns. Desejo sucesso nesta nova jornada. Precisando, estou às ordens.

      Abraços,
      Professor Edmundo

  • Estou me preparando para o próximo vestibular, gostaria muito de receber dicas e informações que possam me ajudar.
    Aguardo sua resposta.

    • Olá Naieny. Passei a concentrar as dicas de redação no blog http://www.apalavraescrita.com.br. Visite o blog e encontrará várias dicas sobre redação. Estou sempre colocando novidades. Quando tiver alguma dúvida, é só escrever.

      Abraços,
      Professor Edmundo

  • Olá Professor,agora em novembro vou fazer o Pas-Uem 2011, gostaria de saber como sera pedido para ser usado o gênero textual resumo, eles darão um texto para ser resumido? E também, estive olhando a prova do ano passado e vi que haviam vários temas de redação, eu poderei escolher o tema ou terei que fazer as varias redações de diferentes temas ?
    Muito Obrigado pela atenção !

    • Olá João Victor. Sim, para fazer o resumo a banca fornece um texto de apoio. Quanto à outra questão, a banca poderá exigir de 2 a 4 gêneros textuais diferentes. O que for solicitado deverá ser feito, não há opção de escolha. Portanto, é bom se preparar para fazer: carta, resposta interpretativa, resposta argumentativa, relato, resumo, texto instrucional, etc…
      Você pode navegar pelo blog que tem informações sobre todos os gêneros textuais mais usados nos vestibulares.

      Boa sorte.

      Abraços,
      Prof. Edmundo Santana

  • gostaria q o senhor informasse quais das redações tem títulos

  • olá professor..
    gstaria que o senhor me informasse quais gêneros exigem título..Obrigada

    • Olá Bruna. Teoricamente, os gêneros: dissertação, artigo de opinião, notícia (manchete e lide) e fábula têm títulos, no entanto, em concursos, fica a critério da banca exigir ou não a colocação de títulos.
      É importante observar atentamente as instruções, porém, vai uma dica: em notícia, não deixe de colocar a manchete e a lide, pois fazem parte da estrutura do texto.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • Obrigada Professor.

Leave a comment