maio
14
2009

Redação: Enem e Vestibular


Escrever uma boa redação é algo mais simples do que pensam a maioria dos alunos. É uma questão de técnica e informação. A técnica ajuda a estruturar a qualidade do texto. A informação — conhecimento do idioma, vocabulário, atualidades — se adquire lendo.

Mesmo que você domine todas as técnicas da boa escrita, jamais conseguirá escrever um bom texto sem informações, sem conhecimento, sem leitura. Já falei isso antes e volto a repetir: todo grande escritor é, antes de mais nada, um grande leitor. Portanto, leia bastante.

Como Estruturar uma Boa Redação

Antes de começar a escrever é preciso planejar, como tudo na vida. Para planejar uma redação, antes de mais nada, deve-se ler o tema com muita atenção. Releia quantas vezes necessário. Leu, interpretou, entendeu… muito bem, ao trabalho.

Faça uma lista com o que sabe sobre o assunto. Feito isso, dê uma ordem de importância e, que tenham relação entre si, isso ajudará a manter a coesão e coerência. Escolha apenas três. Deixe as outras de prontidão, talvez possa usá-las. Tudo isso é feito na folha rascunho.  Antes de continuar, entenda o que é coesão e coerência.

Coesão: é a ligação existente entre as ideias, feita através de conectivos apropriados, como conjunções, pronomes e artigos.

Coerência: é a relação lógica entre as várias ideias que compõem um texto.

Entendido isso, vamos em frente. Com as ideias selecionadas, comece a questioná-las perguntando: por que? Isso lhe trará respostas (fatos e argumentos) para compor o desenvolvimento de seu texto. Vamos a um exemplo prático:

Tendo como tema para sua redação: As cidades modernas estão tornando-se desumanas.

Ideias: Inchaço populacional, trânsito mais violento, poluição prejudica a saúde. (aqui já selecionei as ideias principais sobre o tema). Perceba a ligação que pode ser feita entre as ideias: inchaço populacional devido  um grande êxodo rural. Maior população exige mais caros e meios de trasnporte. Mais veículos nas ruas produzem mais poluição causando, cada vez mais, prejuízos à saúde do ser humano.

Simples, não é? No próximo post falarei sobre a estrutura da redação. Fique ligado.

Um abraço,

Professor Edmundo Santana

Artigos relacionados

Sobre o autor: Edmundo Santana

Diretor Geral da Canadian Corporate Coaching Group Brasil. Sócio Diretor da Advance Consultoria e Treinamentos. Consultor e Instrutor em Desenvolvimento de Pessoas. Consultor e Instrutor do Sebrae/PR. Professor de Técnicas de Redação. Fundador do Blog Professor Edmundo Santana. Autor do Livro Fazendo a Diferença - Aprenda Fácil Editora

36 Comments+ Add Comment

  • Redao: Enem e Vestibular – parte 1…

    Dicas de como fazer uma boa redao – parte 1…

  • gostaria de saber qual o número máximo de linhas para a redação do enem

    • Olá Cristina.
      Bem, nas últimas provas de redação do Enem, não houve nº máximo de linhas definido pela banca, mas, sim, um nº mínimo. Quando a banca não determina, significa que, em hipótese, você está livre. No entanto, seguindo uma linha tradicional em vestibulares, acho de bom tom, desenvolver um texto com algo em torno de 20 linhas, aproximadamente.
      Este espaço é ideal para você defender seu ponto de vista, exemplificando e argumentando de forma correta.
      Qualquer dúvida, entre em contato.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • eu gostaria de saber se o Enem cobra mais dissertsção do que descritivo..qual dos dois é mais exigido?

    • Olá Morgana. Apesar de alguns textos sobre o Enem mencionarem outros gêneros textuais, como Narrativa e Carta, por exemplo, desde 2000 os temas vêm solicitando do aluno um texto dissertativo. Isso porque, este tipo de texto exige um nível maior de conhecimento, considerando que o aluno deverá: saber se expressar adequadamente na forma escrita, ter conhecimento sobre o tema, conhecer a gramática, ter opinião formada a respeito do assunto e bons conhecimentos gerais para fazer associações adequadas.
      A dissertação é o gênero textual mais solicitado em concursos, seja de que natureza for; públicos, vestibulares, Enem… Em vestibulares, você poderá encontrar opções de temas, como por exemplo: cartas, narrativas, descrições e até mesmo crônicas (raramente).
      Quando preparo alunos para o Enem, só trabalho com dissertação. Quando preparo alunos para vestibular, trabalho com todos os gêneros textuais. Seria uma grande surpresa se o Enem apresentasse um tema diferente de dissertação e, com certeza, pegaria grande parte dos alunos completamente despreparados.
      Espero ter ajudado. Estou à disposição.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Que estilo de redação que é recomendado fazer: uma argumentação, uma dissertaçãoou uma narração?
    E que tema você acredita que podera cair no Enem?

    • Olá Nelson,
      Primeiro é preciso entender que o gênero textual a ser desenvolvido será o solicitado pela prova. No caso do Enem, desde 2000 a prova exige do aluno um texto dissertativo, que pode ser: argumentativo ou expositivo. Para saber mais sobre isso, leia o post: Tipos de Dissertação
      Quanto às minhas sugestões sobre possíveis temas, leia: Sugestão de Temas para Enem 2009.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Professor Edmundo,

    Gostaria de saber de sua disponibilidade para dar aula particular de redação. Em caso negativo, teria alguma indicação?
    Obrigada.

    • Olá Cristina,
      Enviei uma resposta para seu mail. Para quem tiver interesse, mesmo que longe, estou estruturando um curso de redação online. Meu objetivo é que este curso seja interativo, e não apenas enviar apostilas.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • boa tarde professor edmundo? Gostaria de saber se a palvra “professor”,pode paracer para algumas pessoas um termo pejorativo? por que uma vez, eu estava assistindo a um dos cursos ministrados pelo o SEBRAI e alguem chamou a senhora que estava dando o curso de professora,esta ficou muito ofendida,inclusive chamando a atençao da pessoa.

    • Olá Cícera,
      Muito estranho este ocorrido. Na verdade eu encaro a palavra professor como uma grande honra. Ter a oportunidade de dividir com as pessoas seu conhecimento, deve ser motivo de orgulho. Talvez, nesta situação que ocorreu, a instrutora pode ter se ofendido por achar que sua função na verdade é de consultora. Se ela acredita que professor é menor que consultor é uma opinião particular.
      Também sou consultor de empresas e nunca me ofendi quando me chamam de professor, aliás, em algumas empresas onde dou treinamento, me chamam sempre de professor. Eu, particularmente, me sinto orgulhoso por isso.
      Devemos levar em consideração que cada indivíduo reage de forma diferente. Minha sincera opinião; não leve em consideração. Ser professor, como disse antes, deve ser motivo de orgulho, principalmente, num país onde a educação é tão precária.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Ola professor.Boa tarde!! Muitissimo obrigada por responder a minha pergunta.

  • Olá
    professor,

    Gostaria de saber se devo começar uma redação com citação de uma pessoa, colocando emtre aspas, e citando o nome do autor frase, identificando-o com sua profissão. Exemplo: ” A maioria dos jovens tem obtado menos pelo curso de pedagogia”, afirma a Drª. Macela Goes. Está correto? Ajude-me. Ficarei grata pela ajuda.

    • Olá Cícera,
      Não há problema em iniciar sua redação com uma citação, desde que, como você mencionou, coloque-a entre aspas e cite a fonte. No entanto, tenha certeza de que a citação terá relevância com sua proposição, ou seja, a proposta que vai defender.
      É importante ressaltar que as citaçõesnão devem ser a base de seu texto, apenas um complemento da ideia central. Lembre-se que a defesa é sua, portanto, é a sua opinião que conta. Use-a apenas para ilustrar que há uma referência a respeito do assunto.
      Outro aspecto fundamental: tenha certeza de quem a escreveu.

      Espero ter ajudado.
      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Olá professor…

    Gostaria de saber se devo dar um título a minha redação no Enem e também se devo pular uma linha entre o mesmo e o início da minha redação.

    Obrigada.

    • Olá Giselle.
      A prova do Enem não costuma exigir título. Você só é obrigada a colocar título se for exigido. No entanto, querendo dar um título ao seu texto, não tem problema. Coloque o título na primeira linha, e inicie a redação na linha seguinte. Não deixe linha em branco.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • bom dia professor,

    tenho uma dúvida quanto ao gênero carta. Ao se fazer uma carta é necessário título? ao colocar o cabeçalho na primeira linha preciso colocar o vocativo na segunda, e o texto na terceira? ou solto lina entre cabeçalho, vocativo e desenvolvimento???

    • Olá Flávia. Muito bem, respondendo sua pergunta. A estrutura da carta é: local e data, vocativo, texto e assinatura. Não se coloca título em carta. Também não se deixa linha em branco entre as partes da estrutura. Escreva direto. Exemplo:

      Arapongas, 12 de Novembro de 2010.
      Prezada Flávia,
      É um prazer recebê-la no meu blog. Sua pergunta resulta em resposta para muitas outras pessoas que têm dúvida, mas não perguntam….
      Ass. Professor Edmundo Santana

      Vamos aos detalhes:
      – Local e data por extenso, conforme acima. Normalmente se usa a data no lado direito da folha.
      – Vocativo: use o pronome de tratamento adequado à pessoa a quem está se dirigindo. Quanto menos intimidade, mais formalidade. Neste caso, observe a quem se destina a carta. Se a um juiz: meritíssimo. Ao presidente: Excelentíssimo. A uma autoridade; Ilustríssimo, se é parente: querido(a), etc…e por aí vai. Para pessoas que não sejam autoridades, etc… o prezado(a) cabe muito bem. Se souber o nome, coloque-o após o pronome de tratamento. Se não souber, pode ser o cargo.
      – Texto: a mesma idéia do vocativo. Quanto mais íntima a pessoa, mais informal será seu diálogo e vice e versa. Procure, no primeiro parágrafo, dependendo da carta, perguntar sobre a pessoa ou fazer um elogio. Depois entre com o argumento proposto.
      – Assinatura: observe as instruções da prova. Em alguns vestibulares, pede-se que assine com a primeira letra do último sobrenome. Fique atenta.

      Esta é a estrutura obrigatória da carta.

      Espero ter ajudado.
      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Ola Professor tudo bem, gostaria de saber se em uma prova de redação pode ser solicitado uma carta, e quando solicitado uma carta voce faz uma redação com o mesmo assunto que seria solicitado na carta,e em caso de se pedir uma carta na prova de redação , se não seria o caso de constar em edital que na prova de redação seria solicitado uma carta?e no caso se uma banca pode zerar uma redação pelo simples fatos do aluno em vez de faser uma carta , ter feito uma redação com o mesmo tema.

  • gostaria de frizar que nunca tive em mente que uma carta pode ser uma redação vice versa , penso que se uma carta vasle como redação então a redação deveria valer como carta e se isso não é possivel então carta é carta e redação é redação e sendo assim em um edital de vestibular deve constar que na prova de redação pode ser solicitado uma carta

    • Olá Jorge Luiz. Bem, em primeiro lugar, é preciso esclarecer uma coisa importante: redação é um nome genérico para a produção de um texto. O que ocorre, é que existem vários gêneros textuais possíveis de se exigir numa prova de “redação”. Entenda essa “redação” como produção de texto e, neste caso, sim, qualquer banca pode exigir qualquer gênero textual numa prova.
      O grande problema é que a maioria das escolas generalizam a produção de texto como redação. No entanto, temos diversos tipos, por exemplo: dissertação, carta, crônica, narrativa e etc… apenas citando alguns. Para cada um destes gêneros textuais que mencionei, existe uma característica diferente que deve ser respeitada.
      Se, numa prova o gênero exigido foi carta e você escreveu uma dissertação, mesmo que dentro do tema, a banca pode anular sua prova. Isso ocorrerá em qualquer concurso que fizer, seja vestibular ou concurso público.
      Sinto muito que sua redação tenha sido anulada, mas, é assim mesmo que funciona. O objetivo é saber se o aluno conhece os gêneros textuais, e se é capaz de se expressar de forma adequada.

      Espero ter ajudado.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Boa noite!
    Gostaria de receber algumas dicas de redação dissertativa. Tem que pular uma linha entre o titulo e o primeiro paragrafo?
    Grato pela atenção

    • Olá Clecio. Bem, quanto às dicas, basta navegar pelo blog no menu Técnicas de Redação que você encontrará muita coisa. Respondendo sua pergunta: se na folha da redação não tiver uma linha específica para o título, então escreva-o na primeira linha da folha e comece seu texto na linha imediatamente seguinte. Não deixe uma linha de espaço.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Boa tarde professor. Pode escrever valores numéricos na redação, por exemplo: 50% das pessoas ou 1/3 da população mundial. Ou, tem que escrever esse valores por extenso?

    • Olá André. Obrigado por visitar o blog. Quanto aos exemplos que mencionou na sua pergunta, pode sim, da forma como colocou; 50% ou 1/3, por exemplo. Não tem problemas. Quanto a números, normalmente até 15 coloca-se por extenso, acima deste valor, pode colocar em algarismos.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • obrigado!

  • Olá professor, na redação do Enem fala que o máximo é 30 linhas. Então, eu posso fazê-la com 20 linhas sem problemas?

    • Olá Maria. Normalmente, na redação do Enem, a banca tem exigido um número mínimo de 7 linhas. Neste caso, você pode escrever seu texto com 20 linhas sem problemas. O importante é prestar atenção à quantidade de linhas que a banca exige. Se fosse como você mencionou, por exemplo, máximo de trinta linhas sem nº mínimo, você estaria dentro do padrão.
      Observe sempre o que a banca exige e não terá problemas.

      Abraços,
      Professor Edmundo

  • Olá professor,
    Gostaria de saber como fazer uma dissertação argumentativa sem ter “solução vaga” , pois sempre acontece isso em minhas redações.

    Agradecida.

    • Olá Danyela. Por favor, peço-lhe que me envie uma dissertação sua para que possa avaliar o que você diz como uma “solução vaga”.
      O que posso adiantar é que, uma solução ou sugestão sobre o assunto da proposta deve ter um fundamento, assim como os argumentos utilizados no desenvolvimento. Não pode ser apenas para uma ideia superficial. Procure criar uma sugestão ou solução original e evite os clichês ou soluções batidas.
      De qualquer forma, me envie um texto e posso opinar melhor.
      edmundo@professoredmundo.com.br

      Abraços,
      Prof.Edmundo

  • boa noite professor!posso fazer minha redação do enem em 1° pessoa????

  • posso fazer minha dissertação do enem 1° pessoa?

    • Olá Meire. Dissertação não se escreve em 1ª pessoa. Se fizer isso poderá perder pontos por não corresponder ao gênero textual adequado. Numa prova de vestibular, por exemplo, poderia, até, ser anulada.
      Dissertação é um texto impessoal.

      Espero ter ajudado.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • Oi professor, é que cometi um erro na redação do vestibular, esqueci do título dela, que até foi exigido, posso ser eliminada por conta disso? Espero que não!

    • Olá Cíntia. Não acredito que seja o caso de eliminação. Vai lhe custar alguns pontos, certamente. Veja que cada banca tem seus critérios de avaliação. Pelo que já pesquisei em boa parte das bancas, esquecer o título não é motivo de anulação da redação.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • ola professor!
    o numero maximo de linhas para vestibular e 17 linhas,como devo divir o texto dissertativo argumentativo nessas 17 lnhas,3 paragrafos ou 4?

Leave a comment