fev
2
2011

Minha Redação Foi Anulada?


Tenho recebido muitas perguntas de alunos preocupados com suas redações. Na verdade, se por um erro ou outro, podem ser anuladas. Antes de mais nada, é preciso deixar claro que as instruções de uma prova são as regras essencias a serem cumpridas. Leiam e releiam, quantas vezes for necessário, e prestem muita atenção na hora escrever na folha definitiva.

Existem algumas regras que são comuns a quase todos os concursos, principalmente os vestibulares, as quais listo abaixo:

1 – Texto ilegível: é melhor caprichar na letra. Uma redação com péssima caligrafia dificulta a correção. Lembro sempre aos meus alunos que, um corretor tem nas mãos centenas de redações para corrigir, não espere que ele tenha paciência justamente com a sua, portanto, se sua letra não é das melhores, escreva devagar;

2 – Fugir do tema: esse é um problema comum. Muitas vezes o aluno não interpreta corretamente o tema e acaba não escrevendo o que era esperado. Já vi muita gente comentando que fez um belíssimo texto, mas, ou teve nota baixa ou sua redação anulada. A questão pode estar aí. Pense bem a respeito da proposta e não fique divagando, vá direto ao ponto.

3 – Não obedecer o Gênero Textual proposto (narrativa, dissertação, carta, etc): as provas de redação têm exigido cada vez mais dos candidatos. Muitas universidades estão variando nos gêneros textuais. Se a proposta for para escrever uma carta, não adianta escrever um texto com características de dissertação; sua redação será anulada, com toda certeza. Então, estude bem as características de cada um dos gêneros textuais.

4 – Apresentar 20 ou mais erros: tanto de ortografia como de pontuação, mais que 20 erros é provar que não conhece as regras do idioma. Conhecer essas regras faz parte da prova, portanto, passível de anulação. Esse item derruba muitos candidatos. Solução: leia bastante.

5 – Escrever à lápis: jamais escreva uma redação de concurso à lápis, ela nem será lida; anulação na certa. Muitos dos meus alunos não gostam de escrever à caneta. Essa é uma das primeiras coisas que insisto: faça redações à caneta. Não se acostume com o que não pode.

6 – Texto inintelegível: o que quer dizer isso? Aqueles textos que lemos, lemos, lemos e não entendemos nada. Nada faz sentido, sem nexo, sem coerência. Escrever sem ter a menor preocupação em ser entendido. Por isso falamos e insisteimos na coerência do texto, para que faça sentido para quem o lê.

Basicamente, essa lista é um princípio comum, pois tem relação direta com a qualidade de um bom texto. Não respeitar os conceitos básicos, significa não ter noção de como escrever um texto. Fique ligado.

Abraços,

Professor Edmundo Santana

Artigos relacionados

Sobre o autor: Edmundo Santana

Diretor Geral da Canadian Corporate Coaching Group Brasil. Sócio Diretor da Advance Consultoria e Treinamentos. Consultor e Instrutor em Desenvolvimento de Pessoas. Consultor e Instrutor do Sebrae/PR. Professor de Técnicas de Redação. Fundador do Blog Professor Edmundo Santana. Autor do Livro Fazendo a Diferença - Aprenda Fácil Editora

31 Comments+ Add Comment

  • Muito obrigada por todas as dicas. Eu ainda estou no terceiro ano, e vou prestar vestibular esse ano, estou com muito medo da redação, não consigo chegar ao ponto rapidamente, deixando muitas coisas de fora.
    Mas vou treinar muito esse ano para melhorar cada vez mais.

    • Olá Gabriela. Se você praticar muito, não tem o que temer. Redação é prática e técnica. Tem muitas dicas no Blog, e esteou sempre colocando alguma coisa. Qualquer coisa, pode escrever que eu ajudo no que for possível.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Q post otimo! seu site esta muito bom! Parabens!

  • Excelente iniciativa! Obrigado por compartilhar !! Grande abraço !

  • bom dia Professor Edmundo Santana gostaria por gentileza que esclarecesse-me uma questão fiz um concurso na cidade de betim, havia uma proposta de redação que era de carta argumentativa, mas eu não segui a estrutura de uma carta, mas no edital consta que a redação será atribuida nota zero caso esteja fora do tema proposto ou entregue à lápis. sendo assim eles ainda podem anular a minha redação?

    • Olá Sabrina. Desculpe a demora. Se a proposta era para escrever uma carta e você não seguiu a estrutura básica da carta, sim, sua prova pode ser eliminada. Uma carta deve conter: local e data, para quem se destina e uma assinatura ao final. Deve ser escrita em primeira pessoa e é um texto pessoal, diferente da dissertação.
      Agora você está dizendo que no edital constava “fora do tema proposto” seria anulada. Bem, fugir ao tema não é a mesma coisa que não respeitar a estrutura do gênero textual. Fuga do tema é redigir um texto totalmente fora da proposta.
      De qualquer forma, respeitar a estrutura do gênero textual é parte da prova, por isso, tantos concursos e vestibulares têm exigido dos alunos diferentes tipos de gênero. O objetivo é testar se o aluno é capaz de reconhecer os vários gêneros textuais.

      Abraços,
      Professor Edmundo Santana

  • Ai sim hein!!! Muito bom msmo!

  • Excelente iniciativa! Obrigado por compartilhar !! Grande abraço !

  • Olá!
    Na redação(carta para a Presidenta Dilma) não coloquei local e data , com esse esquecimento poderá ser anulada?

    • Olá Gilberto. Local e data fazem parte da estrutura da carta, no entanto, não acredito que sua redação seja anulada por este esquecimento, desde que, seu texto tenhas as características de uma carta.
      Além do local e data, também fazem parte deste gênero: vocativo (pronome pessoal e nome do destinatário), saudação e assinatura. Espero que não tenha esquecido estes itens.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • ola prof. edmundo, meu filho prestou concurso p pedro II 6 ano ensino fundamental e esta um pouco apreensivo pois neste ano o tipo de texto solicitado em redaçao foi carta e como vem estudando pelas provas anteriores (desde 2005) n se preparou p fazer carta. nao colocou data e local e nao fez as saudaçoes finais. mesmo constando no edital q n serao consideradas redaçoes desenvolvidas a partir de um tipo de texto ou de um tema diferentes dos solicitados na proposta sera q realmente a redaçao pode ser anulada ou o candidato apenas perde pontos
    abraços alexandra

    • Olá Alexandra. Esta é uma situação bastante delicada. Cada gênero textual tem suas características próprias e, quando a banca solicita determinado gênero, tem como objetivo avaliar se o candidato tem conhecimento do gênero.
      Um gênero textual é composto, tanto da estrutura quanto da forma de se expressar. Local e data, vocativo, saudação e assinatura fazem parte da estrutura da carta.
      Supondo que o texto dele está correto no formato, há uma possibilidade de não ter anulação. Por outro lado, sempre insisto em dizer que cada banca tem seus critérios de avaliação, que podem ser mais ou menos rigorosos.
      No caso de anulação, não acredito que recorrer seja uma boa opção, visto que a banca facilmente irá refutar qualquer argumento.
      Vamos torcer para que a banca considere o texto e apenas desconte os pontos pela falta dos itens que mencionou.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • Olá professor! Fiz uma prova de vestibular, e a proposta era uma carta, ai, eu não sabia se poderia ou nao assinar com o meu nome, porém, eu acabei assinando.. no final eu coloquei:

    Atenciosamente,
    (Meu nome e sobrenome)

    Posso ser eliminada? minha redação pode ser zerada? :/

    • Olá Lara. Sim, pelas regras básicas da maioria das bancas, sua redação pode ser anulada, tendo em vista que não se pode identificar a prova em hipótese alguma.
      Porém, como sempre digo, tudo vai depender do rigor da banca.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • oi prestei vestibular e rasurei toda a primeira linha pq tinha me esquecido do titulo,entao coloquei a entre parenteses e coloquei um astericos como observaçao e eescrevi um pouco a cima da margem o motivo de ter começado embaixo pois havia me esuqecido do titulo.na prova falava q nao podia haver marcas e nem assinaturas,queria saber se essa minha observaçao vai ser considerada como uma ds duas e se minha reddaçao sera anulada?obrigado

    • Olá Giovani. Esta é uma situação bastante complicada. Uma rasura dessa pode realmente parecer tentativa de identificar a redação e, portanto, passível de anulação. No entanto, é preciso saber como a banca vai encarar essa situação e o nível de rigor a que submete as provas.
      Vamos torcer para que a banca entenda apenas como uma inocente tentativa de justificar sua falha.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • Professor Edmundo,

    Gostaria de tirar uma dúvida com o senhor a respeito do tema proposto pela UFF na redação de ontem.
    O tema foi: Cidade, como habitá-las
    Se achar necessário, aqui está a proposta e os textos de apoio: http://www.coseac.uff.br/2012/provas/etapa2/vest2012_2aetapa_Redacao.PDF

    Lendo os comentários sobre o que acharam sobre a prova, vi alguns candidatos mencionarem que o tema foi muito escorregadio, que era fácil fugir dele e com isso, fiquei balançada. Fiz tranquila e fiquei super feliz com o que fiz, mas ao ver esses comentários, me bateu um “e se?” rs Sei que não vou conseguir expor com precisão o que eu escrevi, mas vou passar a ideia e a partir dela, o senhor pode emitir uma opinião?

    A estrutura que utilizei foi:
    Introdução: apresentei o tema e o problema, passando pela ideia de que a cidade é composta por desejos, aspirações que cada individuo possui e que muitos deles são garantias constitucionais(citei educação, segurança, saúde) as quais não são posts em pratica em muitos momentos. Falei mais algumas coisinhas mas não me recordo.

    desenvolvimento 1: argumentação sobre a situação da cidade do rj que abrigará competições de alcance mundial e que precisa estar preparada para tal. Bem estruturada e que para essa estruturação, são necessárias obras que necessitam de investimentos altos e por ai foi.

    No desenvolvimento 2: este foi uma argumentação contraria a do 1. Fiz referencia à parecela a população que não será afetada por tais investimentos e que com isso, o seu lugar na cidade o seu desejo de lugar na cidade vai se perdendo…

    Na conclusao, retomei o que foi exposto, e tentei apresentar uma solução para a coexistencia de desejos e necessidades para se habitar uma cidade de forma mais igual.

    Me desculpe o testamento, sei que o senhor já está acostumado com essa insegurança/aflição que toma conta de candidatos que prestam algum concurso.

    Desde ja, fico agradecida! Ah! E um pouco antes da prova, te pedi uma diferença entre artigo de opiniao e dissertação. Tenha certeza que se eu obtiver êxito nessa prova, o senhor terá uma participação enorme!

    Obrigada

    • Olá Gabriela. Fico feliz em poder ajudar. Quanto à sua redação, li os textos de apoio fornecidos pela banca. É natural que os candidatos tenham ficado inseguros com o tema, no entanto, os textos de apoio foram muito diversificados no sentido de abordar a proposta.
      Em minhas aulas, sempre aconselho os alunos a delimitar o tema, de acordo com as ideias levantadas no planejamento. Com relação à prova da UFF, o candidato que, porventura, tentasse abordar todos os tópicos mencionados nos textos de apoio correria o risco de redigir uma redação superficial e pouco objetiva.
      Pelo que vi, você manteve o foco no que mais lhe chamou a atenção; corretíssimo. Em minha avaliação não houve fuga do tema de sua parte. Talvez, na conclusão, mencionar as ecovilas como uma tendência de futuro, seria uma ótima forma de concluir a redação.

      Espero que tenha sucesso no vestibular.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • Professor,

    Mais uma vez, muito obrigada! Pensei em mencionar as ecovilas sim, mas não me senti segura e prefiri não mencioná-las. Tudo o que me vinha à cabeça era um pouco clichê ou o que já constava no texto de apoio e, por isso, achei melhor não mencioná-las.

    No dia 28 terei acesso à nota e sem dúvida virei comentar sobre!

    Agradeço mais uma vez por ser tão solicito.

    Gabriela.

    • Olá Gabriela. Era exatamente sobre isso que eu falava. Devemos escrever sobre o que conhecemos e temos segurança. Quando disse a respeito das ecovilas, era apenas a menção de uma experiência que pode tomar um volume interessante. De qualquer forma, você fez uma abordagem daquilo que mais tinha argumentos.

      Meu objetivo com este blog é ajudar e estimular os estudantes a escrever melhor e ter mais chances nos vestibulares. A tendência da maioria das universidades públicas é, cada vez mais, usar questões discursivas em suas provas.

      Quando sair o resultado, não deixe de me avisar. Boa sorte.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • Edmundo, eu tenho costume de ler revista, a Super Interessante. Porém acho que devem existir outras melhores que ”preparam” o aluno para o ENEM. Qual seria, para você, uma revista que está mais adequada sobre o que o ENEM ”pede”, em temas de redação.

    • Olá Maise. Obrigado pela participação. Bem, eu costumo ler, semanalmente, a revista Veja, e, eventualmente a revista Época. Ambas me mantém informado sobre o que acontece no Brasil e no mundo. Jornais também são um boa opção para manter-se atualizada. Tanto para o Enem quanto para os vestibulares, é fundamental que tenha base de conhecimento sobre o acontece no mundo. São estas informações que lhe ajudarão a formar opiniões e sustentar seus argumentos numa dissertação.
      O importante é você se identificar com o jornal ou revista. Para isso, aconselho a procurar um exemplar de cada e dar uma olhadinha. Dessa forma você terá noção daquele que mais tem a ver com você.
      Espero ter ajudado.
      Abraços,
      Prof. Edmundo Santana

  • Gostaria de saber se colocar título em redação é passível de anulação, nos casos de concursos públicos. Fiz um concurso da caixa e coloquei pois quando estava no ensino médio, as professoras falavam que colocar título é indispensável e que dá um ar de mais profissionalismo à redação.

    • Olá Marco Aurélio. Não existe nenhuma regra específica para isso, pelo menos que eu conheça. Normalmente, quando a banca pede título e o candidato não coloca, pode perder alguns pontos, mesmo assim não é passível de anulação. Eu, particularmente, aconselho meus alunos a colocar títulos, pois, na minha percepção, todo texto deve ter título.
      Sua redação só poderia ser anulada, caso, improvável, tivesse alguma regra específica para isso no edital. Acredito que não tenha.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • em uma questao discursiva de uma prova de concurso ao final fiz uma rasura grande eram duas questoes porem isso aconteceu na primeira gostaria de saber se minha prova poderar ser anulada ou somente a questao rasurada.

    • Olá Vania. Não acredito em anulação da prova, no máximo a questão rasurada, se a banca for muito criteriosa. No entanto, de qualquer forma, certamente você perderá alguns pontos preciosos. Tenha cuidado na hora de escrever questões discursivas, rasuras não são benvindas e você acaba perdendo pontos valiosos.

      Abraços,
      Prof. Edmundo

  • Boa tarde Edmundo!
    Pode me tirar uma dúvida?
    Recentemente prestei concurso para pm.
    Fiz uma prova com 2 partes,a primeira era 50 questões.
    A segunda era a redação.
    Saiu o resultado e vi que minha redação foi zerada.
    Era um texto definitivo,não coloquei o título e na primeira linha da redação me identifiquei tipo assim:Boa tarde me chamo André cardoso sou casado e tenho 2 filhas.
    Nas próximas linhas falei sobre o tema em questão que seria sobre o que eu achava do porte legal de armas para os cidadãos.
    Gostaria de saber se não ter colocado o título e ter colocado o meu nome no texto pode ter acarretado na nota 0.
    Me tira está dúvida por favor.

    • Olá André. Eu realmente sinto muito. O caso foi se identificar na redação; jamais faça isso. É anulação certa. Toda redação, seja em concursos púbicos ou vestibulares, não pode ter nada que pareça uma identificação. Essa é uma medida que as bancas tomam exatamente para que não haja favorecimento ao candidato. Bem, agora você já sabe. Boa sorte na próxima.

      Abs
      Prof. Edmundo

  • Parabéns pela iniciativa , gostaria de saber se a simples rasura de uma palavra em redação para concurso é suficiente para se caracterizar como identificação , na conclusão do texto percebi que uma das palavras estava faltando uma letra, como já havia concluído o texto não for possível apenas passar o traço e rescrever a palavra, introduzi a letra que estava falta o que acabou dando destaque a referida palavra, ainda não saiu o resultado oficial, mas estou entre os 10 primeiros na prova objetiva e não consigo nem dormir imaginando a possibilidade de estar eliminado por esse fato, ainda que a banca zere minha redação é possível uma avaliação por parte do judiciário levando-se em consideração a razoabilidade da banca diante da situação professor ?

    Desde já agradeço .

    • Olá Herik. Nunca ouvi dizer que uma banca anulou uma redação por causa de rasura, a menos que o texto esteja cheio delas. Não me parece que a banca irá anular seu texto pelo simples fato de ter uma rasura. Normalmente, tentativas de identificação são mais evidentes. Não me preocuparia e, se por acaso isso acontecer, existe sempre a possibilidade de entrar com recurso.

      Boa sorte.
      Prof. Edmundo

  • Caro Professor Edmundo,
    Participei, recentemente, da 2ª fase do concurso da Anac, organizado pela Esaf.
    O candidato deveria elaborar uma dissertação com número de linhas entre 45 e 60.
    Escrevi 59 linhas, mas rasurei duas inteiras (usando o modo padrão: um traço horizontal em cada uma delas).
    Afora esse descuido, acho que fui muito bem, com cobertura de todos os cinco tópicos propostos, inclusive com fundamentação em doutrina, dispositivos constitucionais e legais.
    O sr. acredita em desconto de pontos por conta da rasura?
    Agradeço em antecipação!
    Atenciosamente,
    Hugo Farias

Leave a comment