fev
23
2009

Dicas Para Escrever Bem – parte 2


Vamos falar um pouco mais sobre como melhorar seus textos. Já falamos, no post anterior, que você deve manter-se informado, praticar, fazer rascunhos, etc…

Vamos ver, então, o que dois grandes escritores têm a nos dizer sobre o assunto. Vale lembrar que, uma das formas de melhorar seus textos, é observar como grandes escritores produzem e conduzem seus textos e livros.

George Orwell, para quem não sabe, é o autor de “1984” (o livro que cunhou o conceito e o nome “Big Brother”) e de “A revolução dos bichos”. Ele escreveu um texto dando sugestões para melhorar o uso do idioma nas publicações da sua época.

As dicas continuam atuais e são excelentes receitas para escrever de forma direta e sem cometer alguns erros comuns.  Se você escreve com frequência, seja em um blog, em relatórios corporativos ou trabalhos escolares, leia a seguir as sugestões do “inventor do Big Brother” para melhorar a efetividade. Se não tem o hábito de escrever, aproveite para absorver mais conhecimento.

Confira as dicas de George Orwell:

  • Nunca use chavões, metáforas ou outras figuras de linguagem que você esteja acostumado a ver na imprensa.
  • Nunca use uma palavra longa onde uma curta é suficiente.
  • Se for possível cortar uma palavra, sempre a corte.
  • Nunca use a voz passiva se puder usar a ativa.
  • Nunca use uma frase estrangeira, um termo científico ou um jargão se você consegue pensar em um equivalente comum.
  • Quebre qualquer destas regras antes de escrever alguma barbaridade.
  • Das regras acima, o que mais me irrita como leitor é quando um autor quebra a primeira.


Ernest Hemingway, outro grande escritor, quem tem entre suas obras: “O Velho e o Mar”, e ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1924, também nos dá algumas dicas; vejamos:

Confira as dicas de Hamingway:

  • Use frases curtas: O estilo de Hemingway ia direto ao ponto, minimalista e genial.
  • Inicie com um parágrafo curto: Veja a abertura deste artigo.
  • Escreva com vigor: Transmita sua idéia com energia, deixe evidente o foco, a intenção.
  • Escreva positivamente: Descreva o que as coisas são, e não o que elas não são. Não diga “não é muito caro”, diga “é econômico”. Ao invés de dizer que o software não tem erros, diga que ele é consistente, ou estável.
  • Saiba reconhecer os seus sucessos: publique os textos em que você acertar, e descarte (ou guarde para depois aprimorar) aqueles que não estão no nível de qualidade desejado.

 As dicas são sempre importantes para melhorar nossas técnicas e conhecimento. No entanto, nenhuma delas será suficiente se não houver prática, muita leitura e disciplina. Lembre-se que escrever bem faz uma grande diferença nos dias de hoje. Já disse e repito: como professor de Técnicas de Redação vejo a dificuldade, para alguns, de transferir para o papel suas ideias, e para outros, a dificuldade de ter ideias próprias. Fique ligado.

Abraços,

Professor Edmundo Santana



Artigos relacionados

Sobre o autor: Edmundo Santana

Diretor Geral da Canadian Corporate Coaching Group Brasil. Sócio Diretor da Advance Consultoria e Treinamentos. Consultor e Instrutor em Desenvolvimento de Pessoas. Consultor e Instrutor do Sebrae/PR. Professor de Técnicas de Redação. Fundador do Blog Professor Edmundo Santana. Autor do Livro Fazendo a Diferença - Aprenda Fácil Editora

1 Comment+ Add Comment

  • Excelente iniciativa! Obrigado por compartilhar !! Grande abraço !

Leave a comment