mar
24
2009

Concursos Públicos


Em tempos de crise, a procura por concursos públicos aumenta significativamente. A evidência é lógica: quem não deseja um emprego estável, com boa remuneração e excelentes benefícios? Difícil dizer não a isso.

Aos “consurseiros” de plantão, fiquem ligados, pois, este ano de 2009, só o Geoverno Federal pretende abrir em torno de 45.000 vagas. Este número está certo? Quem sabe? Mas, na realidade, existe uma grande movimentação na esfera pública com relação a esta quantidade de vagas para este ano.

Por incrível que pareça, os melhores salários ofertados nos concursos por vir, são para quem tem curso de Direito. Por que será? Vejam só, e pasmem com os salários:

Promotor de Justiça(MP DF) – 40 vagas – sal. inicial: R$ 19.955,40

Juiz do Trabalho Substituto(PR) – 40 vagas – sal. inicial: R$ 19.955,40

Juiz Substituto(SC) – 25 vagas – sal. inicial: R$ 16.000,00

Defensor Público(AL) – 24 vagas – sal. inicial: R$ 14.790,00

Promotor de Justiça (RN)- 20 vagas – sal. inicial: R$ 14.507,00

Procurador do Banco Central – 20 vagas – sal. inicial: R$ 14.049,00

Todos os cargos acima têm como exigência curso superior em Direito. São os maiores salários ofertados pelos governos. Mas, para quem não tem diploma na área, ainda sobram outras vagas para diversas áreas. Algumas:

Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental – 100 vagas – sal. inicial: R$ 10.405,00 (curso superior)

Técnico da Diretoria Executiva (DF) – sal. inicial: R$ 8.300,00 (Eng. Civil)

E muito mais…

A expectativa do total de candidatos para tantas vagas por vir, chega perto dos 3 milhões. Isso mesmo, é muito candidato para pouca vaga. Se você está interessado em fazer algum destes concursos, melhor começar a se preparar.

Algumas dicas:

  • procure o edital do concurso e saiba tudo sobre ele;
  • compre uma apostila ou procure na internet;
  • estude todos os dias pelo menos 1 hora;
  • faça exercícios simulados. Se puder, entre num curso preparatório.

Meu pai foi funcionário do Banco do Brasil durante 33 anos. Era uma careira bastante invejada em outros tempos. Lembro-me que ele insistia muito para que eu fizesse o concurso, e acabei me inscrevendo. Este concurso, na época, era uma dos mais difíceis do Brasil, pois, o tempo era um inimigo muito forte. Para se ter uma ideia, eram 100 perguntas para ser respondidas em 2 horas de prova: Técnicas Bancárias, Matemática, Português e Contabilidade. Dá pra imaginar?

Bem, me increvi. Não estudei nada. Fui para o concurso e saí de lá arrasado. Isso mexeu com os meus brios. Algum tempo depois foi anunciado novo concurso. Dessa vez resolvi me preparar. Me inscrevi num curso preparatório. Estudava todos os dias, pelo menos, duas horas. Consegui provas antigas. Fazia os simulados cronometrando o tempo das respostas. Foram 4 meses nessa atividade intensa.

No entanto, o Excelentíssimo Sr. Fernando Collor de Melo, então Presidente da República, achou por bem cancelar o concurso. Mui amigo, não é mesmo. E não satisfeito, “confiscou” a poupança de toda a nação. Mas isso é outra história. O fato é que, com minha atividade intensa de estudos, eu realmente me considerava preparado, tanto que, pouco tempo depois fiz o concurso do Banestado – Banco do Estado do Paraná, passei e trabalhei por 14 anos, até a privatização.

O que eu quero colocar, na verdade, é que, se você não se preparar, não terá chance alguma. Naquela época, um dos professores, mostrou uma estatística interessante sobre concursos: apenas, entre 10% e 15% dos candidatos estão realmente preparados para a prova.

Se você está interessado em algum concurso, procure informações nos sites abaixo:

PCI CONCURSOS

FOLHA DIRIGIDA

BRASIL CONCURSOS

Escolha o que mais lhe agradar, todos têm informações sobre os concursos no Brasil. E BOA SORTE.

Abraços,

Professor Edmundo Santana


Artigos relacionados

Sobre o autor: Edmundo Santana

Diretor Geral da Canadian Corporate Coaching Group Brasil. Sócio Diretor da Advance Consultoria e Treinamentos. Consultor e Instrutor em Desenvolvimento de Pessoas. Consultor e Instrutor do Sebrae/PR. Professor de Técnicas de Redação. Fundador do Blog Professor Edmundo Santana. Autor do Livro Fazendo a Diferença - Aprenda Fácil Editora

Leave a comment