fev
26
2009

A Fábula dos Fabulosos




Era uma vez um homem que vivia à beira de uma estrada e vendia cachorro-quente. Ele não ouvia bem, por isso não tinha rádio. Tinha problemas de vista, por isso não lia jornais. Mas vendia bons cachorros-quentes.

Colocava cartazes pela estrada, fazendo propaganda da qualidade dos cachorros-quentes. Na beira da estrada oferecia o seu produto em voz alta, e o povo comprava. Lentamente foi aumentando as vendas, e também cada vez aumentava a compra de carne e pão.

Comprou um fogão maior para melhor atender os fregueses, e o negócio prosperava, e com isso conseguiu dar boa escola ao filho.

Finalmente, o filho já formado voltou para casa para ajudar o pai. Mas então uma coisa aconteceu. O filho falou para o pai:

– Pai, então você não ouve rádio? Não lê jornais? Há uma grande crise no mundo. A situação na Europa é terrível. A situação aqui no país é ainda pior. Tudo está indo para o vinagre!

O pai pensou: “Bem, meu filho estudou, lê jornais, ouve rádio, e só pode estar com a razão”.

Passou a diminuir as compras de carne e pão. Tirou os cartazes de propaganda. Já não mais forçava as vendas em voz alta, abatido pelas notícias de crises. As vendas foram caindo, foram caindo. O pai falou ao filho:

– Você estava certo meu filho; estamos no meio de uma grande crise.

 

Não pense na crise. Faça a sua parte. É nas adversidades que o homem potencializa sua criatividade. Repense sua vida, seu trabalho. Veja o que pode melhorar. Dedique-se e não dê ouvidos àqueles “pessimistas de plantão” que acham que, sempre, vai piorar. A vida é um desafio, dia-a-dia.

Abraços,

Professor Edmundo Santana




Sobre o autor: Edmundo Santana

Diretor Geral da Canadian Corporate Coaching Group Brasil. Sócio Diretor da Advance Consultoria e Treinamentos. Consultor e Instrutor em Desenvolvimento de Pessoas. Consultor e Instrutor do Sebrae/PR. Professor de Técnicas de Redação. Fundador do Blog Professor Edmundo Santana. Autor do Livro Fazendo a Diferença - Aprenda Fácil Editora

Leave a comment