set
3
2009

A Base de Uma Sociedade


Para quem acompanha meus posts, não é novidade que sou um ferrenho defensor da educação. Não consigo imaginar um país capaz de se desenvolver sem que seu povo tenha educação adequada. No entanto, quando se fala em educação no Brasil, fala-se apenas em manter as crianças na escola, ou diminuir a evasão escolar.

Acho um grande erro, pensar que isso é o suficiente. De que adianta manter crianças na escola se o nível de ensino é precário? Como podemos desenvolver uma nação investindo uma ínfima parte do PIB no que é a base de qualquer nação desenvolvida?

Bolsa escola, Bolsa família e outras bolsas mais, são programas de curto prazo que não representam incentivo às famílias, muito menos aos alunos. Criança precisa ser tratada como criança, assim como jovens. Mantê-los nas escolas é motivá-los a estudar. Fazer com que se interessem pelo que aprendem.

Basta avaliar a carga de disciplina do ensino fundamental e médio para saber que não há o menor estímulo ao estudante conhecer em teoria, o que, muitas vezes, jamais verá na prática. Como se pode estimular a leitura, obrigando-os a ler Machado de Assis, José de Alencar, e tantos outros ícones da nossa literatura, se não têm maturidade para entendê-los? Lia Luft, em sua coluna na Veja, falou brilhantemente sobre essa questão, que venho debatendo há tempos. Por isso repito: tratemos crianças como crianças e assim, também, aos jovens.

Observem países como Coréia do Sul, que na década de 1970, tinha os mesmos níveis econômicos e sociais que o Brasil, e ainda passava por uma guerra. Lá, pelo menos 10% do PIB era destinado à educação. Compare os dois países hoje, e veja o resultado. O Brasil, continua nos míseros 3% do PIB sendo investido em educação; ninharia. Veja mais detalhes em O Caos na Educação.

Durante pouco tempo dei aula de produção de texto para o ensino fundamental. Confesso que não foi uma experiência das mais agradáveis, visto o nível de indisciplina que os alunos de hoje têm. E, olha que dei aulas em escola particular. Fico tentando imaginar o que alguns professores – já conversei com vários – enfrentam nas escola públicas.

Estava preparando um curso no mês passado, quando me deparei com a imagem abaixo:

Ela simplesmente retrata a real situação dos tempos modernos. Uma lamentável realidade para o futuro de nosso país. Se, hoje, temos como representantes do povo uma verdadeira “tropa de falta de elite”, imaginem, num futuro próximo, o que nos espera.

Família: a base da sociedade está seriamente comprometida. E, de quem é a culpa? Não há culpados, ou talvez, sim. Mas, importante é ressaltar que as necessidades da família em manter sua dignidade, obrigou a mulher ir à luta. Não só pelo dinheiro para completar o orçamento, mas, por uma questão de dignidade, o que acho válido e perfeitamente natural para elas. Todos têm direito a seu espaço. E, quem é, ou já foi meu aluno, sabe qual a minha previsão para o futuro dos homens: tomem cuidado, as mulheres vão dominar o mundo. Graças a Deus.

A verdade é que precisamos urgentemente rever os conceitos de ducação neste país. Uma verdadeira revolução educacional, para que, possamos, no futuro, conquistar espaço como país desenvolvido. Como? Ensinando o que realmente precisamos aprender. Ética, por exemplo. Convívio Social. Civismo. Empreendedorismo. No entanto, nossos representante, infelizmente, estão preocupados mesmo com a próxima eleição, ou, em como melhorar seus benefícios. O povo, como disse um: “Estou me lixando para a opinião pública”.

E você? O que pensa sobre o assunto. Fale, manifeste-se. Dê a sua opinião.

Abraços,

Professor Edmundo Santana

Artigos relacionados

Sobre o autor: Edmundo Santana

Diretor Geral da Canadian Corporate Coaching Group Brasil. Sócio Diretor da Advance Consultoria e Treinamentos. Consultor e Instrutor em Desenvolvimento de Pessoas. Consultor e Instrutor do Sebrae/PR. Professor de Técnicas de Redação. Fundador do Blog Professor Edmundo Santana. Autor do Livro Fazendo a Diferença - Aprenda Fácil Editora

1 Comment+ Add Comment

  • A Base de Uma Sociedade…

    Para quem acompanha meus posts, no novidade que sou um ferrenho defensor da educao. No consigo imaginar um pas capaz de se desenvolver sem que seu povo tenha educao adequada. No entanto, quando se fala em educao no Brasil, fala-se apenas em manter as …

Leave a comment