out
18
2011

Tema de Redação – A Internet (Gêneros: relato, resposta argumentativa e resposta interpretativa)


A coletânea de recortes de textos abaixo, retirados de fontes variadas, aborda a temática Vício na internet. Tendo-a como apoio, redija os gêneros textuais solicitados.

Quando se fala em vício, logo pensamos em drogas, cigarro, álcool, jogatina, entre outros. Porém, o vício está ligado a uma questão mais ampla, ou seja, não se restringe a um ou dois aspectos, mas sim a diversos. Há o vício em internet, diagnosticado quando as pessoas têm sua vida pessoal, profissional e sentimental afetada pela permanência exagerada na internet.

(Texto adaptado de http://www.brasilescola.com/informatica/ciberviciado.htm)

Vício em internet é doença, defende psiquiatra

Em editorial no American Journal of Psychiatry, Jerald Block, da Universidade de Saúde e Ciência de Oregon, alega que o vício hoje é tão comum que deveria entrar na lista contida no Manual de Estatística e Diagnóstico de Distúrbios Mentais – o principal livro de referência da Associação Americana de Psiquiatria para categorizar e diagnosticar doenças mentais.

Segundo o especialista, o vício em internet tem quatro comportamentos principais: uso excessivo, frequentemente associado à perda da noção do tempo ou negligência de impulsos básicos; sentimentos de irritação, tensão ou depressão caso o computador esteja inacessível; necessidade de computadores melhores, mais software ou mais horas de uso; e reações negativas como brigas, isolamento social e fadiga ligadas ao uso do computador.

(http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI2704377-EI4802,00.html)

Brasil está entre países que tratam viciados em internet

Agnes Dantas

Tem gente que senta diante do computador para trabalhar ou fazer o dever de casa, dá uma passadinha no MSN para ver quem está on line, e entra no Orkut para saber se há novos posts e, de repente, se dá conta de que se passaram 10, 12 horas de conexão à internet. Nem todo o mundo sabe, mas existe uma linha tênue entre a mania de estar conectado e o vício em internet.

(http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2006/10/31/286471817.asp)

A doença da conexão

Ninguém se surpreende ao ver a executiva Andiara Petterle entrar e sair de seu escritório com o laptop em mãos. Como tantos profissionais, é pela internet que ela dá respostas rápidas a seus clientes mais exigentes. Uma rotina normal, se não fosse tão difícil para essa gaúcha de 28 anos se desconectar. O problema veio à tona há quatro anos, quando uma viagem com o marido se tornou um tormento diante da impossibilidade de se conectar à internet no local.

(…)

A compulsão por e-mails é uma extensão da dependência de internet, problema que se manifesta também com jogos e compras on-line, salas de bate-papo e sites eróticos.

(Revista Veja, n.º 2001, 28 de março de 2007)

Internet cria novo tipo de viciado: como as drogas e o álcool, o computador pode causar dependência, principalmente quando preenche carências e ansiedades “Ninguém se torna dependente de uma coisa que não traz prazer. A internet é, sem dúvida, prazerosa e se torna dependência quando passa a preencher uma carência, diminuir a ansiedade, aliviar uma angústia”, diz o psiquiatra André Malbergier, coordenador do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP).

(…)

O tratamento também é semelhante ao que se submete um dependente de droga. Inclui psicoterapia para tentar descobrir que conflitos pessoais levaram à dependência – parte dos viciados em internet, dizem os especialistas, tem extrema dificuldade de relacionamento social. Em muitos casos, é preciso tomar remédios que diminuam o impulso pelo computador.

(…) “Não podemos transformar a internet no vilão, porque o problema é o uso que nós fazemos dela”, diz Maluh Duprat, da PUC-SP. “A internet é um instrumento fundamental.”

(http://www.gtpos.org.br/index.asp?Fuseaction=Informacoes&ParentId=349)

UEM Vestibular de Inverno 2009

GÊNERO TEXTUAL 1

Redija, em até 15 linhas, uma resposta argumentativa à pergunta “A internet é nociva?”. Sua resposta pode apoiar-se nacoletânea de textos, mas não deve apresentar cópias da mesma.

GÊNERO TEXTUAL 2

Redija, em até 15 linhas, uma resposta interpretativa que indique as relações entre vício e internet .

GÊNERO TEXTUAL 3

Redija, em até 15 linhas, um relato, que fará parte da reportagem de uma grande revista sobre o vício da internet, no qual se exemplifique uma experiência sobre o tema.

Bom trabalho.

Professor Edmundo Santana

Artigos relacionados

Sobre o autor: Edmundo Santana

Diretor Geral da Canadian Corporate Coaching Group Brasil. Sócio Diretor da Advance Consultoria e Treinamentos. Consultor e Instrutor em Desenvolvimento de Pessoas. Consultor e Instrutor do Sebrae/PR. Professor de Técnicas de Redação. Fundador do Blog Professor Edmundo Santana. Autor do Livro Fazendo a Diferença - Aprenda Fácil Editora

Leave a comment